Atendendo à reinvidicação de moradores, educadores e alunos, a Prefeitura de Pinheiros já começou a reconstruir o muro entre a Escola Juracy Cardoso Viana e a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae). A empresa responsável pela obra é a São Gabriel, contratada pela prefeitura via processo licitatório.

O projeto do novo muro prevê uma construção mais resistente, com a edificação de dois pilares a cada dois metros. A obra terá aproximadamente 86 metros de comprimento por três de altura e será revestida de chapisco, reboco e pintura acrílica. Mais 50 centímetros serão acrescentados pela Apae, somando 3,50 metros de altura.

O diretor da Escola Juracy Cardoso Viana, José Jason Coqueiro, falou dos problemas que a falta do muro tem causado e já faz planos para quando a edificação estiver concluída.

“Como o muro da Apae é alto, vândalos pulam o do Juracy, que é mais baixo, entram na instituição vizinha e destroem hortas, artesanatos e decorações. Além disso, tanto Juracy quanto a Apae precisam preservar a autonomia de seus espaços. Quando o muro estiver pronto, vamos criar um projeto para adorná-lo com pinturas artísticas e grafites”, disse o diretor.

O prefeito Arnóbio Pinheiro destaca que a responsabilidade financeira da atual administração pública viabiliza esse tipo de obra. “Graças ao controle de gastos e às boas práticas administrativas que temos adotado, podemos investir em obras tão importantes quanto essa”.

Com a estrutura comprometida, o muro acabou cedendo e caiu há cerca de dois anos e meio. Sem a barreira física, a segurança e o bom funcionamento das instituições ficaram comprometidos.

A obra, realizada com recursos próprios da Prefeitura de Pinheiros, tem previsão de ser concluída em 180 dias. Foram investidos cerca de R$ 53 mil na reedificação do muro.