As obras para o aprimoramento do sistema de drenagem pluvial continuam avançando. As ações visam a minimizar o volume de alagamentos em alguns pontos do município. Nesta quarta-feira (6), funcionários da Prefeitura de Pinheiros dão continuidade à instalação de novas manilhas no Córrego Jundiá, próximo à saída para Boa Esperança.

As estruturas, que medem 1,5 metros de diâmetro, substituem antigas, que já estavam desgastadas. Além da substituição, a prefeitura também está inserindo mais uma fileira de manilhas, totalizando três. A inserção de mais um segmento vai potencializar a capacidade de escoamento de água no córrego. Serão usadas 30 para a conclusão dessa etapa.

O secretário municipal de Obras, Arlindo Assis, explica, ainda, que o leito do manancial foi rebaixado, também para melhorar o fluxo da água. Junto ao conjunto de manilhas, estão sendo construídas quatro barras de proteção, para canalizar o curso do córrego para dentro das estruturas.

A obra tem outra utilidade: melhorar a trafegabilidade do trecho da estrada, para a passagem de veículos pesados, evitando a circulação de carretas em vias urbanas do centro da cidade. A estrada onde a obra está sendo realizada interliga as rodovias ES-130 (acesso a Sayonara) e a ES-137 (acesso a Boa Esperança).

O assentamento das novas manilhas é uma das últimas etapas das obras de melhoria do sistema de drenagem pluvial. Antes, a atual administração construiu trincheiras nos pontos do centro que mais registram alagamentos, remoção de barragem, para melhorar a vazão da água captada, limpeza do Córrego Jundiá, dentre outras ações.

Mesmo antes de ser finalizada, a obra já surte efeitos. Áreas que costumavam acumular água durante fortes chuvas já não alagam de forma tão excessiva quanto antes.

“Por hora, estamos satisfeitos. Mas vamos continuar progredindo. As obras apresentaram um resultado muito satisfatório já no início, com pouco mais de 30% de conclusão. Nossa meta, agora, é concluir esse projeto”, ressalta o prefeito Arnóbio Pinheiro.