As ações implementadas para evitar o contágio e avanço do coronavírus no município parecem já surtirem efeito positivo. O comércio de Pinheiros reabriu, nesta quarta-feira (22), as portas para o atendimento ao público. A reabertura marca o dia do aniversário de emancipação política do município. Os estabelecimentos funcionam entre as 10 e às 17 horas.

O retorno às atividades comerciais ocorre após entendimento entre lojistas e Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Pinheiros. O comércio local permaneceu cerca de um mês em inatividade em razão da querentena como medida de contenção à proliferação do novo coronavírus no município.

A flexibilização vem junto com várias orientações para evitar o avanço da doença como, por exemplo, a utilização obrigatória de máscaras sanitárias por parte dos funcionários estabelecimentos e disponibilização de dez metros quadrados por pessoa nos ambientes.

A reabertura do comércio acontece após o governo do Estado elaborar e divulgar um mapa de gestão de riscos, com medidas sanitárias a serem adotadas nas cidades, dependendo de suas classificações.

No mapa, constituído por três cores que apontam risco baixo (verde), moderado (amarelo) e alto (vermelho) para os municípios, Pinheiros aparece entre os de risco baixo.  A situação, portanto, favorece o relaxamento das normas de isolamento social.

As ações implementadas para evitar o contágio e avanço do coronavírus no município parecem já surtirem efeito positivo. O comércio de Pinheiros reabriu, nesta quarta-feira (22), as portas para o atendimento ao público. A reabertura marca o dia do aniversário de emancipação política do município. Os estabelecimentos funcionam entre as 10 e às 17 horas.

O retorno às atividades comerciais ocorre após entendimento entre lojistas e Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Pinheiros. O comércio local permaneceu cerca de um mês em inatividade em razão da querentena como medida de contenção à proliferação do novo coronavírus no município.

A flexibilização vem junto com várias orientações para evitar o avanço da doença como, por exemplo, a utilização obrigatória de máscaras sanitárias por parte dos funcionários estabelecimentos e disponibilização de dez metros quadrados por pessoa nos ambientes.

A reabertura do comércio acontece após o governo do Estado elaborar e divulgar um mapa de gestão de riscos, com medidas sanitárias a serem adotadas nas cidades, dependendo de suas classificações.

No mapa, constituído por três cores que apontam risco baixo (verde), moderado (amarelo) e alto (vermelho) para os municípios, Pinheiros aparece entre os de risco baixo.  A situação, portanto, favorece o relaxamento das normas de isolamento social.