O prefeito Arnóbio Pinheiro, o vice-prefeito Paulo Jovanio e a comunidade de São João do Sobrado se reúnem, na próxima sexta-feira (13), para discutirem, junto à Suzano, o projeto de plantio de eucaliptos próximo a nascentes que abastecem o distrito e localidades adjacentes. O encontro acontece às 16 horas, no ginásio poliesportivo do Sobrado.

Sobradenses estão preocupados com os impactos que a plantação muito próxima anove nascentes da região pode causar.“Nós não podemos viver sem água. Água é vida.Sobrado pode virar um deserto. Se a gente deixar, vão acabar com nosso distrito”, alertou a aposentada Vera Lucia Pereira Almeida, uma das líderes do movimento de resistência ao plantio inadequado.

Preocupado com a preservação ambiental e, em especial, com a das fontes situadas no distrito, Arnóbio assumiu posição favorável aos moradores, mas os orientousobre a importância do diálogo com a Suzano, de modo a expor os interesses da comunidade, ouvir explicações técnicas ecláusulas de leis ambientais, para chegar a um acordo.

“Podem contar comigo. Não pode haver plantio de eucaliptos perto de nossas nascentes ao ponto de prejudicar o nosso abastecimento. Vamos sentar, juntos com vocês, e discutir isso com a empresa responsável”, declarou o prefeito durante o Desfile Civico de 7 de Setembro realizado no último domingo (8) na localidade.

Conforme a engenheira florestal Maria José Zakia, o eucalipto exige muita água para sua sobrevivência. Por isso, se cultivado de maneira inadequada, pode não apenas secar as reservas de água subterrâneas mais próximas da superfície – os chamados lençóis freáticos –, como inutilizar o solo. Isso não ocorre se for seguida a legislação ambiental.